Criando um novo hábito

Convidamos o Rafael Avila do Sua Produtividade para escrever um guestpost sobre um tema que adoramos, criação de hábitos. O Rafael é um grande parceiro que sempre trouxe boas ideias para a Wish Planner. Recomendo que visitem o site do Sua Produtividade, pois além de falar sobre produtividade o Rafael tem feito entrevistas muito legais com pessoas inspiradoras. 


Criando um novo hábito

Uma das minhas maiores reflexões tem sido sobre o processo de mudanças que passamos ao longo de nossas vidas. Se você pensar, estamos sempre desejando realizar alguma mudança, seja na nossa vida pessoal ou profissional.

É normal, faz parte do amadurecimento, do autoconhecimento e das circunstâncias que experimentamos no dia a dia. Se você olhar para o lado ou para si mesmo, provavelmente verá interesses de mudança diferentes como o interesse em uma alimentação mais saudável, o desejo de perda de peso, vontade de se exercitar, de reduzir o estresse, de aprender um novo conhecimento, de ler, de dormir melhor ou qualquer nova prática.

O problema é que existe uma lacuna gigante entre o que as pessoas desejam e o que elas fazem de fato para alcançar esse desejo. Essa desconexão entre o querer e fazer muitas vezes está atrelada aos hábitos que você ainda não conseguiu implementar. É até provável que você já tenha tentado fazer uma dessas novas rotinas no seu dia, mas por um motivo ou outro, abandonou depois de um tempo (ou até antes mesmo de começar). Isso talvez até tenha te deixado pra baixo, com um sentimento de que você não tem a capacidade ou a força de vontade para fazer essa atividade.

Eu gosto muito da visão do B.J. Fogg no livro Micro Hábitos, de que normalmente esse problema não está em você, ele não é uma falha do seu caráter. Na verdade na grande maioria das vezes a dificuldade vem de uma abordagem de implementação de hábitos mal feita, de um design do seu comportamento feito de maneira errada, que não leva em conta seus sabotadores e que não mede o que está sendo feito de fato.

 

Canvas de Criação de Hábitos

Pensando nesse desafio e no uso de uma ferramenta para ajudar na reflexão sobre tudo que envolve esse novo hábito, o que pode ajudar a implementá-lo, o que pode atrapalhar e como entender se você está conseguindo desenvolver essa nova rotina ou não, eu criei o Canvas de Criação de Habitos, que tem a seguinte estrutura:

No link acima, eu explico mais detalhadamente o canvas, mas se você já quiser, pode baixar ele aqui.

Agora vamos ver cada um dos blocos, que sugiro que sejam preenchidos nessa ordem:

  1. Intenção essencial – Eu gosto sempre de pensar na criação de novos hábitos que me levem mais perto da pessoa que quero ser e a intenção essencial é exatamente isso, é o seu objetivo principal. 
  2. Hábito – É o que você deseja implementar na sua rotina de fato. Minha principal sugestão aqui é começar pequeno. Grandes desafios costumam demandar uma energia muito grande e muitas vezes são justamente o problema que impede ou dificulta um novo hábito de se formar.
  3. Quando – O compromisso funciona muito bem pra mim, então definir o momento do dia em que o hábito será feito pode se tornar um lembrete para você não esquecer de fazer. Apesar disso, não fique preso ao horário ou momento definido, seja flexível sempre que precisar.
  4. Ferramentas – pode ser uma ou mais, online ou offline, desde que te ajude na implementação do novo hábito. O Wish Planner 2021 é uma dessas formas de se acompanhar. Eu também gosto muito de usar o Todoist.
  5. Motivadores – Tudo que te motiva a seguir com o seu hábito. O ambiente em que você está inserido, amigos ou outras pessoas que podem ajudar ou até mesmo outras rotinas que você já faz e servem como base para essa nova.
  6. Sabotadores – Em sentido inverso, é tudo que pode atrapalhar a criação desse novo hábito. Ter isso mapeado e estar atento para não deixar acontecer pode ser a diferença entre desistir ou persistir com seu novo hábito.
  7. Indicadores – Servem para você ter uma métrica clara em relação ao que está fazendo. Se quer perder peso, medir o seu peso diariamente vai te mostrar sem sombra de dúvidas se você está chegando lá ou não. Basta pensar qual é o indicador ideal para o seu desafio específico.
  8. Celebração – Celebre sempre. A motivação é essencial e fazemos mais quando estamos felizes. Uma boa dica é comemorar (mesmo que de forma pequena para você mesmo) sempre que colocar o seu novo hábito em prática. 
  9. Acompanhamento de Hábitos – Se a ideia é criar um novo hábito, nada mais justo do que acompanhar se você está colocando ele em prática ou não. O canvas já tem uma estrutura de acompanhamento onde você pode marcar se fez ou não diariamente e ver o resultado no final de 30 dias.

 

 

Exemplo de Uso do Canvas

Deixa eu te mostrar um exemplo de uso do canvas que eu fiz para um novo hábito que eu queria implementar na minha rotina de fazer exercícios diariamente.

Criando um novo hábito

Veja que cada um dos blocos já tem algumas perguntas que vão direcionando o seu preenchimento. No meu caso, a intenção essencial era de ficar com uma boa forma e perder alguns quilinhos que eu tinha ganho nos últimos meses. Com isso, fui preenchendo cada um dos blocos para ter certeza que eu direcionei meus esforços.

Uma vez que você implementou o seu novo hábito, mantenha a realização dele e aumente sempre que sentir que pode e desejar fazer mais. No meu caso, ao invés de só fazer exercícios, hoje em dia eu também estou correndo 4km diariamente.

Depois que ele já fizer parte da sua rotina, você pode ir sempre criando novos hábitos diferentes seguindo a mesma estrutura. E se um desafio seu é continuar executando essa nova rotina consistentemente, um post que pode te ajudar é o sobre como manter hábitos.

 

Sobre o Autor:



RAFAEL AVILA
Carioca, empreendedor, sócio fundador da LUZ, professor de Excel, consultor e um apaixonado por produtividade. Acredito no poder que temos de ser as nossas melhores versões todos os dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *