5 Lições de criatividade que aprendemos com Leonardo da Vinci

Esse ano completam 500 anos da morte de um dos maiores gênios que já existiu, Leonardo da Vinci. E não por acaso acabei recebendo indicação da biografia dele escrita por Walter Isaacson. Há um tempo tinha curiosidade sobre a sua vida então resolvi aproveitar a indicação e realizei a compra. O livro é simplesmente incrível, além da alta qualidade da impressão o autor escreve de uma forma leve e a cada capítulo. Você se sente mais próximo de Leonardo da Vinci, entendendo seus processos criativos e tendo uma aula sobre criatividade. Como forma de homenagem resolvi separar as principais lições e insights que tive durante a leitura. Espero que curtam!

Lições de Leonardo da Vinci

Lição 1: Sempre mantenha a curiosidade pela vida

Sou do tempo da enciclopédia. Quando tínhamos alguma dúvida recorríamos aos livros ou as incansáveis perguntas para os pais. Quando a internet surgiu poderíamos ter a resposta a  todas quase todas perguntas em nossas mãos. Isso seria ótimo, mas o excesso de informação que vivemos atualmente acaba minando a nossa curiosidade. Ficamos sobrecarregados e esquecemos de questionar. Leonardo da Vinci possuía uma mente muito ativa e anotava todas as dúvidas em seus cadernos, desde o motivo do céu ser azul até como funciona a língua do pica-pau. Em alguns casos essas perguntas não levavam a um caminho claro em sua obra, já em outros ele conseguia fazer excelentes conexões com seus trabalhos. Qual foi o último questionamento que você fez sobre o mundo?

Lição 2: Permita-se maravilhar com o mundo

Na infância tudo é uma grande novidade. É a fase em que somos mais curiosos e com a maior curva de aprendizado. Aos poucos vamos nos acostumando e nos entendiando com o mundo ao redor, mas nada está perdido. Pare alguns segundos e sinta, ouça e veja o mundo como se fosse a sua primeira vez. Tente se conectar com a sua criança interna. Do que você gostava de fazer quando tinha 8 anos? =)

Novo
R$39,00
R$35,00
R$30,00

Lição 3: Seja um eterno observador

Essa era uma das principais características de Leonardo da Vinci. Ele passava horas observando as pessoas e seus gestos para reproduzir em suas pinturas.Sua habilidade em observar era tamanha que era como se ele conseguisse parar por alguns instantes o voo de pássaros para poder perceber o movimento de suas asas. Essa habilidade (como qualquer outra) foi desenvolvida com muito esforço, dedicação e paciência.

Lição 4: Desconecte-se do seu trabalho

Apesar das grandes obras que Leonardo da Vinci realizou, ele também ficou conhecido pelos estudos e pinturas inacabadas. Ele acabou deixando muitos estudos de lado ou simplesmente não publicou alguns. Muitos estudos que eram além do seu tempo e poderia ter revolucionado a medicina e a matemática. O que para os mais workaholics pode ser visto como problemático, para ele é mais uma face da sua criatividade. Desconectar é permitir que novos interesses surjam e assim mantemos a mente mais rica possibilitando novas formas de criar. Por isso, assim como Leonardo da Vinci, não se contenha com um trabalho, mas sim em seu propósito.

Lição 5: Tenha sempre em mãos um caderno ou um planner 😉

Leonardo era um entusiasta das listas e anotações. Seus cadernos eram uma verdadeira caixa de entrada onde ele colocava as mais diversas ideias. Todas juntas e misturadas. Talvez essa tenha sido mais uma face do seu gênio. Provavelmente ele entendia a importância de descarregar as ideias para que elas não se perdessem e assim o cérebro ganhar espaço para criar. Não subestime o papel, apesar de estarmos numa era digital hoje conseguimos desvendar Leonardo da Vinci graças aos seus cadernos. Entendemos a importância dos aplicativos, mas será que daqui a 500 anos suas notas estarão a salvo? Lembre-se que sites e aplicativos vem e vão (R.I.P. Orkut).  Em um planner nós podemos garantir que elas estarão registradas.

Gostou desse post? Comente ou compartilhe com mais pessoas que vão se identificar com Leonardo da Vinci!

 

 

 

 

 

3 thoughts on “5 Lições de criatividade que aprendemos com Leonardo da Vinci

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *