10 dicas para planejar suas finanças pessoais

Falamos muito aqui sobre produtividade, criatividade e realização dos sonhos. De quase todos os livros referência que lemos e indicamos no ano passado, há uma coisa em comum para que os 3 pontos citados sejam bem aproveitados: um bom planejamento financeiro. Por isso, separamos nessa postagem as melhores dicas de finanças pessoais para você.

Estar em dia com as suas finanças pessoais te permite a tranquilidade para focar em prioridades de acordo com o seu propósito. Além disso, a realização de objetivos como viajar, se mudar ou ter liberdade financeira estão intrinsecamente ligados ao planejamento das finanças. É por isso que o Wish Planner tem uma parte especial para o controle das suas finanças pessoais. E dedicamos esse post a reunir algumas dicas simples e fundamentais para orientar o seu planejamento:

1. Registre e visualize seus ganhos e gastos mensais

Você pode usar uma tabela para registrar cada entrada e saída. Ao registrar cada item e o total, você conseguirá ter uma visão geral das suas finanças pessoais para controlá-las.

2. Tenha um padrão de vida de acordo com seus ganhos.

Essa é simples: gaste menos do que ganha. Fazendo o controle mensal acima, você visualizará quanto recebe e quanto gasta. O seu saldo final precisa estar positivo. Caso contrário, adeque o seu padrão de vida ou aumente os seus ganhos.

3. Defina seus objetivos financeiros e divida-os em metas mensais

Essas metas precisam ter prazo e valor. Se você quer fazer uma viagem de 3 mil reais daqui há 1 ano, sabe que dividindo o valor em 12 meses, precisará reservar 250 reais por mês para esse objetivo. Já escrevemos um post com dicas de como criar metas inteligentes.

4. Priorize a aquisição de ativos e compre passivos com os rendimentos

Essa é uma dica do livro Pai Rico Pai Pobre de Robert Kiyosaki e Sharon Lechter que achamos bastante interessante. Ativos são aquisições que lhe renderá mais dinheiro (investimentos na sua educação ou produtividade, em algo para revenda ou que renda juros etc.), já passivos são as que lhe custarão dinheiro por desvalorizarem e/ou precisarem de manutenção. Ter isso em mente ajuda muito no processo de escolhas de consumo mais inteligentes e conscientes.

5. Tenha anotado o quanto pode gastar em cada área por semana

Se você não quiser perder o controle dos seus gastos, divida sua receita para cada área conforme necessidade, e tenha anotado o que representa o quanto é possível gastar em cada uma por semana. Saber a meta semanal é mais controlável que por mês.

-20%
R$149,00 R$119,00 Em até 2x de R$59,50 sem juros
-20%
R$149,00 R$119,00 Em até 2x de R$59,50 sem juros
R$39,00 Em até 1x de R$39,00 sem juros
R$35,00 Em até 1x de R$35,00 sem juros

6. Compre somente o que precisa. Faça listas.

Fazer listas é um método muito importante para externalizar informação e não esquecer o que é necessário. Além disso, quando você vai ao supermercado já com uma lista delimitada, evita comprar o que não é necessário. Nós amamos listas!

7. Compare preços antes de comprar

Compre de forma planejada. Hoje em dia isso ficou ainda mais simples com apps e sites especializados em comparar preços. Use-os sem moderação.

8. Pague a vista quando tiver desconto

Essa é uma regra básica. A exceção é quando o valor da compra  quando aplicado render mais que o desconto por mês.

9. Eduque-se financeiramente

De fato isso é algo que não costumamos aprender na escola, nem na faculdade. Investir em educação financeira, seja por livros, cursos ou mesmo pesquisando na internet, pode te gerar um bom retorno ao longo da vida.

10. Se informe sobre investimentos

Dentro da educação financeira você saberá como e onde aplicar seu dinheiro da melhor forma. Saber investir de forma inteligente e cuidar bem do seu dinheiro.

2 thoughts on “10 dicas para planejar suas finanças pessoais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *