Empreendedor Individual: 6 dicas de planejamento

micro empreendedor individual

Aqui no nosso blog gostamos de falar bastante sobre planejamento e produtividade pessoal. Vc já deve ter percebido isso, certo? E através dos comentários e emails que recebemos percebemos que muitas pessoas, assim como nós, são empreendedores individuais. Acho isso incrível, portanto hoje vamos compartilhar um pouco do que fazemos aqui no Wish Planner e que talvez possa ser aplicado ao seu negócio.

Durante 5 anos trabalhei como consultor de planejamento estratégico para empresas. Nesse período pude aprender bastante e ver as diferentes realidades de empresas médias, grandes e públicas. E agora como empreendedor individual estou aprendendo uma realidade completamente diferente das demais. Aqui temos que nos virar nos 30 para atender cliente, produzir, contatar fornecedores, movimentar parceiros, vender, criar conteúdo, etc. Todas as áreas da empresa se resumem a uma ou duas pessoas. Mas tem algumas lições que aprendi nesse período e que carrego no Wish Planner. Uma delas (como não poderia ser diferente) é saber dar valor a realização de um bom planejamento. Mesmo que você seja um empreendedor individual, acredite em mim, um planejamento faz toda a diferença. Não sou só eu que estou falando isso, segundo levantamento realizado pelo Sebrae, um bom planejamento é um dos fatores mais importantes para evitar o fechamento de uma empresa.

empreendedor individual

Quando falamos de planejamento algumas pessoas podem se assustar e achar que tem que desenvolver algo extremamente complexo com várias páginas e contas de outro mundo. A boa notícia é que você não precisará disso tudo. Para simplificar um pouco, tenha em mente que a essência de um bom planejamento é tornar consciente a escolha de qual caminho você deve tomar para alcançar os seus objetivos. É um princípio, que com esforço trará bons resultados para a sua vida de empreendedor individual. Abaixo listamos algumas dicas que podem te ajudar nessa jornada:

 

  1. Tenha claro o propósito de se tornar um empreendedor individual

Empreender pode ser uma jornada de autoconhecimento, que vai revelar muitos pontos fortes e fracos seus. Em alguns momentos você pode pensar e desistir de tudo (não vou te enganar), por isso é importante saber a sua missão como humano no empreendedorismo. Será esse norte que te guiará nas dúvidas e dificuldades que surgirão. É importante sempre fazer esse questionamento e entender o valor que você deseja compartilhar com outros através do seu negócio. Pare e reflita: Por que o seu empreendimento existe?

  1. Entenda os problemas do seu cliente de forma genuína

Uma pergunta que fazemos é “Por que as pessoas compram os nossos produtos?”. É importante ter isso claro. Provavelmente a resposta é a proposta de valor que o seu negócio tem, ou seja, como você cria valor para o seu cliente e porque ele escolhe você ao invés do concorrente. Essa resposta não vem de uma autoanálise, ela vem dos clientes. Invista alguns minutos do seu tempo, ligue para os seus clientes e faça esse bate-papo. Se você ainda não tem clientes, faça essas perguntas para potenciais clientes (aqui não vale os amigos hein rs). Esse pode ser um ótimo momento para validar a sua ideia.

  1. Faça uma avaliação do ambiente interno e externo

Essa parte vai exigir um pouco mais de investigação. Aqui você precisará ter um olhar interno e um externo. No interno, avalie os pontos fortes e pontos fracos da sua empresa. No externo, avalie as ameaças e oportunidades que você pode ter. Essa análise vai depender muito de cada negócio, por exemplo, se você trabalha vendendo sorvete, um verão intenso poderá ser uma grande oportunidade, mas se você vende roupas de frio isso poderá ser uma ameaça aos seus negócios.

Se você quer dar um primeiro passo nessa análise. Preencha as informações abaixo e faça o download grátis do modelo que utilizamos nessa imagem. Ele servirá para te dar um mapa geral de como está a sua empresa.

Faça o download grátis aqui!

Basta preencher o formulário abaixo para baixar o template.

 

 

  1. Trace objetivos, ações e metas

Feita a análise interna e externa você deve estabelecer os objetivos do seu negócio. Para alcançá-los, desenvolva planos de ação. E lembre-se, não se gerencia o que não se mede. Defina indicadores e metas para cada objetivo, é dessa forma que você saberá se o seu esforço está dando certo ou não. Na hora de definir as metas, eu aconselho o método SMART.

  1. Separe o que é seu do que é da empresa

Não se deve misturar a conta pessoal com a conta empresarial. Esse é um erro bem comum, mas que dificulta bastante o entendimento do empreendimento. Para se acostumar com essa separação, tente estipular um “salário” para você e seus sócios. Só retire o estipulado, e o restante deixe para investir no negocio. Essa postagem da Luz Consultoria fala mais sobre esse assunto.

  1. Acompanhe e faça as correções

Mudanças ocorrem no meio do caminho. Na sua jornada de empreendedor individual você já deve ter percebido isso, não é mesmo? Essas mudanças devem refletir no seu planejamento, pois o planejamento não é algo estático e engessado. Por isso, você deve acompanhar e monitorar as ações, objetivos e metas periodicamente e eventualmente fazer as devidas correções de rumo.

 

Espero que tenham gostado! O printable que deixamos disponível nessa postagem faz parte do nosso novo planner para empreendedor individual. Em breve enviaremos mais informações desse lançamento e um desconto especial para quem deixou o e-mail.  😉

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *